October 1, 2017

Madalenas de laranja

A primeira vista seria muito fácil confundir uma Madalena com um muffin ou um cupcake sem a ganhache.
Todavia, as Madalenas se diferem dos outros dois pela textura esponjosa- tem que ser esponjosa,  caso contrário, não é Madalena.
É essencial que as Madalenas  descansem na geladeira de 3 a 24 horas, enquanto que, os muffins e os cupcakes  não precisam deste processo.
Agora que já sabemos as  diferenças "simbora" fazer Madalenas para acompanhar um boa xícara de chá.
Minha massa ficou na geladeira por 3 horas e rendeu Madalenas "baixinhas". Quem preferir as altas deve esperar a massa descansar por 24 horas.

Ingredientes

210 gramas de farinha de trigo para confeitaria ( pastry flour )
175 gramas de  açúcar
190 gramas de azeite de oliva suave
60 gramas de leite ( usei suco de laranja fresco e coado )
125 gramas de ovos ( gemas passadas pela peneira)
10 gramas de fermento para bolo
raspas de 1 limão ( usei 1/2 laranja )
1 pitada de canela em pó ( não usei )
1 pitada de sal

Modo de preparo

Peneire a farinha e o fermento para bolo. Reserve.
Em uma tigela grande da batedeira, bater em velocidade média os ovos e o  açúcar até que estes formem uma mistura esbranquiçada e fofinha.
Desligue a batedeira e adicione as raspas de laranja, o óleo de girassol e o suco de laranja ( despejes os líquidos no canto na tigela ).
Bata a mistura por 1 minuto em velocidade baixa e adicione a mistura de farinha em tres partes.
Aumente a velocidade da batedeira para alta e bata para incorporar.
Desligue a batedeira, cubra a tigela com filme plástico e leve para a geladeira por no mínimo três horas, senda 24 horas o ideal.
Retire a massa da geladeira 30 minutos antes de usa- lá.
Preaqueça o forno a 170-180C.
Forre assadeiras de muffins com forminhas de papel e preencha as cavidades com 3/4 da capacidade.
Leve as Madalenas para assar 12 a 20 minutos dependendo do tamanho do molde.
Para ter certeza se as mesmas estão assadas  faça o teste do palito.
Conserve as Madalenas frias em vazilhas com tampa de 3 a 4 dias.

Receita adaptada de: Xavier Barriga

 

Pão de batata roxa

Agora que as temperaturas estão mais amenas, sinto que as "energias" voltaram ( ou quase voltaram ).
Ando com saudade de pão caseiro, da mágica que acontece quando a gente assa estas maravilhas em casa.
Eu tenho como hábito, assar os meus ás sextas-feiras...é um ritual que encerra a semana, que me diz que eu posso descansar pelas próximas 24 horas.
E para comemorar a estação  nada melhor do que assar um pão de batata roxa porque é no outono que esta variedade roxa ( desculpe a redundância ) é encontrata com mais facilidade.

A batata roxa pode ser substituída por qualquer outra variedade de batata doce, abóbora ou cenoura.
Como algumas batatas são mais sequinhas do que outras, não coloque o leite todo de uma vez. Use 50 ml e o restanto se precisar.

Ingredientes

400 de farinha de trigo para pão
30 gramas de açúcar
2 colheres de chá de fermento granulado para pão
1 colher de  chá de sal
60 gramas de óleo de sabor suave de sua preferência
150 gramas de leite de soja ou leite animal
250 gramas de batata doce cozida no vapor ou assada no forno

Modo de preparo

Amorne o leite.
Separe 50 gramas e dissolva bem  o fermento.
Despeje todos os líquidos na máquina de pão.
Em seguida o purê  de batata, o açúcar e a farinha misturada ao sal.
Para fazer o pão à mão, siga a mesma ordem de ingredientes e sove bem até o ponto de véu.
Adicionando um pouquinho de farinha se for necessário.
Depois da massa bem sovada, forme uma bola e coloque a massa dentro de uma tigela untada com óleo.
Cubra a massa com filme plástico, ou uma toalha sem felpa e deixe descansando até a massa dobrar de volume.
Soque a massa crescida para retirar o ar.
Enfarinhe uma superfície e modele o pão à gosto.
Unte e enfarinhe a forma no qual o pão será assado e deixe o pão quase dobrar de volume.
Coloque o pão no forno frio e só então ligue o forno a 180 C ( 350F).
Asse o pão por 35-45 minutos.
Retire o pão do forno  e espere 15 minutos antes  de desenformar o mesmo.
Deixe esfriando sobre uma grade até que esfrie completamente.

Receita adaptada de:bakewithpaws







September 18, 2017

Sopa de repolho

Outono chegando por aqui, mas  já está com cara de inverno...para mim isso significa que é hora de fazer sopa.
Esta é  uma sopa que eu sempre faço quando cozinho feijão branco, portanto, se você não  quer ou não gosta de feijão branco, basta omitir da receita e ainda assim terá uma sopa deliciosa.
Sempre prefiro comer a sopa no dia em que foi feita, mas, não  tem problema algum se sobrar para o dia seguinte porque nao fica com gosto ou cheiro ruim ( infelizmente repolho  tem não um boa fama ).
Essa foi feita sem o feijão branco, e como eu disse, fica igualmente boa.

Ingredientes

2 xícaras de chá de feijão branco cozido com sal
1 litro de caldo de legumes ( vegetable broth ) de caixinha ou use o caldo do feijao e dissolva 3 cubos de caldo de legumes e complete o que faltar com água.
1 1/2 xícaras de chá de cenouras descascadas e cortadas em cubos médios
1  1/2 xícaras de chá de batata doce branca, mandioquinha, inhame ou chuchu
1 cabeça pequena de repolho cortada groseiramente em  pedaços grandes e sem o miolo duro
1 colher de sopa de azeite extravirgem
1 cebola pequena ralada
1 pedacinho pequeno de gengibre
sal e pimenta branca a gosto

Modo de preparo

Leve uma panela grande ao fogo baixo, adicione a cebola e o azeite.
Mexa até que a cebola fique transparente.
Adicione as cenouras e o/os tubérculos.
Em seguida o caldo de legumes.
Aumente o fogo para médio e deixe cozinhando por 15 minutos.
Destampe a panela e coloque o repolho e o gengibre.
Deixe cozinhar por 5 minutos e abra a tampa.  
Verifique a textura dos legumes, os quais,  devem ficar ao dente.
Com tudo ao ponto, desligue o fogo e adicione o feijao branco a pimenta e ajuste o sal.
Para adicionar um toque extra, sirva a sopa regada com um fiozinho de azeite.
 Essa aqui eu fiz outro dia e usei o feijao branco .

Receita by: Dona Branca



Bolo de chocolate vegano fofinho

Há várias formas de conseguir um bolo vegano fofinho e bem saboroso.
O que será usado, depende muito da disponibilidade do ingrediente e do resultado final desejado.
Pode-se por exemplo usar pure de maçãs, peras, bananas e abacate; iogurtes veganos com ou sem sabor; sementes como linhaça e chia, etc.
E no caso deste bolo: tofu.
Neste caso em particular, o tofu, deixa a massa mais estruturada e húmida ( mesmo depois de 2 ou 3 dias a massa nao perde a humidade e a fofura).
Vale ressaltar que o tofu nao deixa nenhum tipo de resíduo da soja. Se você não falar, ninguém irá notar.
 Minha sugestão: servir o bolo ainda morninho com uma bola de sorvete vegano de coco.

Ingredientes para o bolo

1 xícara de chá de farinha de trigo
3/4  xícara de chá de farinha de amêndoas
1/2 xícara de chá de cacau em  pó
3/4  xícara de chá de açúcar granulado
3/4 de colher de sopa de fermento em pó
1 xícara de chá de tofu de consistência mole ( silky tofu )
1 colher de cha de extrato de baunilha
1/2  xícara de chá de óleo de soja ou extravirgem de oliva de sabor suave

Ingredientes para a calda de chocolate

200 ml de leite de coco
2 colheres de sopa de cacau em pó 100%
açúcar granulado a gosto

Leve tudo ao fogo até engrossar e despeje sobre o bolo quanto este estiver ainda quente.

Modo de preparo do bolo

Preaqueça o forno a 180 C ( 350F ).
Unte com óleo e enfarinhe uma forma de quadrade de 20cmx 20cm ou qualquer outra forma pequena.
Em uma tigela, passe pela peneira os 5 primeiros ingredientes. Reserve.
Em outra tigela, amasse bem o tofu com um garfo ou passe por um expremedor de batatas e junte os dois últimos ingredientes.
Despeje a mistura líquida sobre a mistura de farinhas e mexa com uma espátula até incorporar todos os ingredientes.
Despeje a mistura na forma e leve ao forno de 35-45 minutos ou até que enfiando o palito este sai limpo.
Se o seu forno tem a tendência de assar bolo muito rápido, diminua a temperatura para 170C.

Receita by: Dona Branca





September 10, 2017

Pão de queijo com massa de batata

Uma das primeiras coisas que a gente sente saudades quando muda de um País para outro, além dos amigos e da família,  é a culinária.
Tudo cheira e tem gosto diferente: os queijos, os farináceos, os bolos...e quando bate aquela saudade, quase nunca é fácil reproduzir um prato que seja fiel aquele ao qual o nosso paladar já  se acostumou.
Há também à necessidade do improviso uma vez que muitos produtos simplesmente não existem na economia local.
E foi por conta da falta de alguns produtos que eu acabei testando algumas receitas de pão de queijo. Não sei se esta será a última receita de pão de queijo que eu testo, mas, de antemão, posso afirmar que  é uma das melhores, mais baratas e mais fáceis.
 A receita também é mais prática e leva bem menos óleo e ovos e não precisa escaldar o polvilho, que por si só, já é uma grande vantagem em relação à outras receitas.
Os pãezinhos continuam macios e gostosinhos mesmo depois de frios.

Ingredientes

*250 gramas de batatas asterix ( usei russet, e deu certo)
250 gramas de polvilho azedo ( com polvilho doce é muito melhor )
50 ml de  água fria
50 ml de leite integral
50 ml de  óleo de soja ou qualquer outro de sabor suave
150 gramas de muçarela ralada grossa
150 gramas de parmesão ralado grosso
1 ovo ( sempre passo a gema pela peneira )
sal a gosto 

Modo de preparo

* Cabe aqui uma pequena notinha em  relação  a batata: Descasque as batatas e entao pese as 250 gramas. No entanto, eu sugiro que sejam cozidas 300 gramas, pois, a batata perde um pouco de peso durante o cozimento porque libera amido.
Com as batatas já cozidas em  água, passe-as ainda quente pelo expremedor de batatas até obter as 250 gramas.
Quando as batatas estiverem mornas, adiciones os demais ingredientes pela ordem na qual aparecem na lista de ingredientes.
Mexa tudo com a  mão e sove bem.
Experimente um pedacinho da massa e ajuste o sal.
Para saber se o ponto  está correto, faça uma bolinha do tamanho de um pão de queijo pequeno que normalmente compramos congelados.
A massa deve enrolar com facilidade e  não deve ficar pegajosa e sujando as mãos.
Se a massa estiver pegajosa, adicione um pouco mais de polvilho ( 1 colher de sopa por vez ), sove a massa e  faça o teste da bolinha outra vez ( lave e seque bem as suas mãos antes de enrolar a bolinha de teste ).
Forre um tabuleiro grande com papel manteiga e faça  as demais bolinhas. 
Leve para assar em forno preaquecido a 180C . Para quem usa a temperatura em  Fahrenheit, com fogão a gás natural ( gás produzido por fornalha ), asse os pães de queijo a 370 F.
O tempo de cozedura varia de forno para forno  e de altitude. Maior a altitude , tanto maior o tempo  para assar os pãezinhos.
De um modo geral, eles devem ficar no ponto em cerca de 30 minutos.
Para congelar bastar fazer as bolinhas, colocar no tabuleiro forrado com papel manteiga e levar as bolinhas cruas ao freezer.
Uma vez completamente congeladas, coloque os pães de queijo em sacos próprios para congelamentos por até três meses.

Receita adaptada de:receitanamesa 

Não há diferença alguma entre os pães congelados e aqueles que foram assados frescos.


September 4, 2017

Sorbet de damascos frescos

Durante todos os anos nos quais morei no Brasil, eu nunca tinha comido damasco fresco ou abricó, como alguns o chamam.
Damasco não é uma fruta que a gente encontra com facilidade ( e quando encontra, o preço é pela hora da morte ), e até por isso, há uma escassez de receitas.
Hoje eu trouxe para voces uma receitinha de sorbet  de damasco que é simplesmente incrivel e fácil de preparar.

Retire o sorbete do freezer 15 minutos antes de servir

Ingredientes

1 kilo de damascos lavados, cortados ao meio e sem o  caroço
20  a 30 ml de suco de limao tahiti ( adicione aos poucos na receita)
um pouco de mel de cor clara e sabor suave ou açúcar granulado vegano ( para uma receita vegana)

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes no liquidificardor e  bata até virar um creme.
Experimente   a acidez  e ajuste o dulçor ao seu paladar.
Despeje a mistura na sorveteira e siga as instruções do fabricante.
Guarde o que sobrar em potes próprios para sorvete por ate três meses.
Estes damascos eu ganhei de uma amiga, que por sua vez, ganhou-os da rocinha de um de seus vizinhos.
Tivemos de comer rapidinho, pois, eles já chegaram às minhas mãos bem madurinhos.

Receita by: Dona Branca

Panquecas americanas veganas

Há algum tempo eu estava pesquisando  receitas de panquecas americanas veganas que não precisassem de algum substituto para os ovos.
Eu tentei algumas que quase funcionaram até encontrar uma receita excelente.
Pelos meus cálculos, eu ja fiz essa receita cerca de 30 vezes. Não estou exagerando, pois quase todos os domingos deste ano, eu fiz estas panquecas.
Aqui deixo apenas duas observações: a quantidade de fermento em  pó  está  absolutamente correta; e a farinha de trigo para confeitaria e melhor do que a farinha de trigo branca para uso geral.
A massa também pode ser usada para fazer waffle. Ficam ótimas!
Ingredientes para duas panquecas grandes

1 xícara de chá de leite de amêndoas ( sempre uso sem açúcar )
1 colher de sopa de vinagre de  maçã natural ( apple cider vinegar )
1 colher de  chá de extrato de baunilha
1 xicara de chá de farinha de trigo para uso geral ou de farinha de trigo para confeitaria ( whole wheat pastry flour ).
1 pitada de sal
2 colheres de sopa de  açúcar granulado
um pouco de óleo de coco para untar a frigideira

Modo de preparo

Coloque os  três primeiros ingredientes em um copo. Mexa e reserve.
Em uma tigela  média coloque os demais ingredientes, exceto o óleo de coco.
Jogue a mistura de leite sobre a mistura de farinha e mexa com um batededor de arame ate incorporar.
Não precisa mexer ate que todas as pelotinhas de farinha desaparecem desapareçam.
Esquente uma frigideira em fogo  médio e passe uns pinguinhos de óleo de coco e coloque uma concha mal cheia de massa.
Deixe assando  até que apareçam  buraquinhos no topo da massa e então vire a panqueca para que asse do outro lado.
Sirva quentinha com xarope de bordo, frutas, compotas  ou com a cobertura que preferir.


Receita adaptada de: Ceara's kitchen